Home / Cultura e Comportamento / Bem Estar / Dicas para manter seu condomínio livre da DENGUE de Janeiro a Janeiro.

Dicas para manter seu condomínio livre da DENGUE de Janeiro a Janeiro.

Com o clima mais quente, as tradicionais chuvas de verão ocorrem com frequência e podem acumular água em muitos lugares, o que propicia a proliferação da dengue, causada pelo mosquito Aedes Aegypti. Devido a esse problema, a limpeza de condomínios deve ser constante e feita com muita atenção.

Condomínios são áreas que precisam de uma conscientização ainda maior. São muitas pessoas habitando e compartilhando espaços em comum, então o risco de descuido com o acúmulo de água aumenta, e muito. Nesse caso, empresas com profissionais especializados em limpeza de condomínios podem ser a melhor solução para o síndico, que busca a segurança de seus condôminos. Uma limpeza criteriosa e bem realizada afasta todos os perigos da dengue e outras doenças que o mosquito Aedes Aegypti pode causar, como a Zika e a Chikungunya.

Se você é síndico, estas são algumas dicas que podem ser seguidas para evitar a proliferação do mosquito da dengue em seu condomínio. Tome nota:

  • Nas reuniões de condomínio a abordagem do tema deve ser feita com os moradores. Se cada um fizer sua parte, a limpeza geral será ainda mais eficaz;
  • O síndico deve se preocupar, especialmente, com as áreas comuns do prédio. Playgrounds, piscinas, plantas e até mesmo lustres devem ser limpos, pois podem juntar água parada. É importante monitorar a limpeza geral de perto, para que não ocorram descuidos;
  • Mantenha as calhas sempre limpas, sem sujeiras e folhas. Verifique se não há acúmulo de água ao longo delas;
  • Plantas podem acumular água da chuva nos pratos. A solução é colocar um pouco de areia nos recipientes para fazer a drenagem;
  • Os ralos que ficam no exterior dos prédios ou as drenagens para escoamento de chuva podem ser cobertas com uma tela em nylon. Essa medida evita que o mosquito se prolifere;
  • As caixas d’água precisam estar sempre vedadas e serem limpas há cada 06 meses, no mínimo;
  • As piscinas precisam de tratamento semanal adequado, com produtos como o cloro, para garantir que o mosquito não se reproduza na água;
  • Mantenha as bandejas do ar condicionado sempre limpas, isso também evita a formação de criadouros do mosquito;
  • Evite plantas como bromélias, bambus, espadas de são Jorge ou babosas dentro do condomínio. Estas plantas podem acumular água em seu caule e folhas.

Estas são algumas dicas que podem ser seguidas para evitar a dengue. Porém, o mais indicado é que a limpeza de condomínios seja feita por uma empresa com profissionais especializados. É essencial observar se os profissionais possuem o treinamento adequado, principalmente para lidar com o combate aos focos da dengue.

Sobre Maressa Urbano

Publicitária, acadêmica de Letras e coordenadora de mídia e conteúdo.

Além disso

O Centro Automotivo São Luiz abriu suas portas pra Agência Fiuza e contou sua história.

Centro Automotivo São Luiz: confiança e tradição ao alcance das mãos! Fundado há mais de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *