Home / Destaque / Estudante de moda, Guta Rufino garante que moda vai além de uma roupa bonita.

Estudante de moda, Guta Rufino garante que moda vai além de uma roupa bonita.

Seus primeiros trabalhos ja demonstram suas preferencias e estilo.

Falar de moda é falar de arte, enquanto uns acham o assunto fútil e sem importância, para outros moda é muito mais do que combinar um peça de roupa. Moda é um entendimento, uma olhar sensível para olhar uma peça e saber seu valor e significado. Assim como um crítico que aprecia uma obra de arte, quem gosta de moda sabe que esse universo vai muito além do que dizem.

Para Augusta Lopes Rufino Pereira, 26 anos, conhecida como Guta, a moda é um assunto cotidiano e que sempre fez parte da sua vida. Ela é jornalista, artesã (MEI) e estudante de Design de Moda, Augusta ou Guta para os mais chegados, nos conta que desde muito nova já tinha uma forte relação com o tema. Quando pequena a jovem conta que o guarda roupas da mãe era como um showroom, onde ela encontrava tudo o que mais gostava e que fizeram parte da sua formação de estilo. Quando criança usava jardineira, macacão, coletinho, tênis de cano alto, exatamente tudo que usa até hoje.

Seus primeiros trabalhos já demonstram suas preferencias e estilo.
Resultado de seu croqui com influências pop art – um de seus favoritos.

Para Guta a moda é discernimento. Tudo é ou pode ser moda, vai depender de como é aplicado, usado e apresentado. Ela ainda destaca seu amor pela alta costura e garante saber reconhecer o valor qualitativo da peça, apesar de não ser consumidora, por conta do valor econômico. Quem conhece a Guta sabe muito bem de seu estilo alternativo, mas nem por isso a moça se deixa levar a ponto de ser tendenciosa quanto aos estilos. Cercada por grandes referências a estudante de moda faz questões de colocar um pouco de personalidade em suas produções diárias.

Ela também tem estampado na própria pele o amor pela produção de moda.
Na tatuagem da máquina ela carrega o ano do nascimento da avó, costureira.

O inverno chegou e claro que é hora de pensar uma pouco mais na hora de sair de casa e para Guta Rufino, passar frio não está na moda e não é estilo. Existem várias possibilidades de combinações que podem garantir um look bonito e confortável.  A jovem ainda alerta para as causas nobres de doação de agasalhos e garante que chegou a hora de doar aquele moletom que você não usa mais.

Gostou de conhecer a história da Guta? Que tal nos contar um pouco da sua também? Escreva para nossa equipe – conteudo@agenciafiuza.com.br – quem sabe a próxima história não é a sua.

Sobre Leandro Elias

Acadêmico de Jornalismo, editor e responsável pela criação conteúdo.

Além disso

Absoluta Resort – 06 anos de música boa e diversão! Bóra??!

Festa Absoluta – 6ª Edição  Data: 9 de Dezembro de 2017 Horário: 23h59 Local: Tietê ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *